Foguete chinês descontrolado irá cair na Terra neste Sábado: Entenda a situação.

foguete decolando

O foguete chinês denominado “Long March 5B” decolou da China no dia 29 de Abril, com o objetivo de colocar em órbita o primeiro módulo da estação espacial Chinesa Tiangong.

lançamento de um foguete chinês

Nesta semana, foi anunciado que um foguete chinês está se aproximando da Terra. Talvez, até o momento em que você esteja lendo este artigo, ele certamente está muito perto da atmosfera do planeta.

Devido a vários erros que aconteceram desde antes da partida do grandão para a órbita planetária, infelizmente o governo Chinês perdeu o controle total do foguete, apenas esperando ele colidir com a terra.

Mas você sabe como aconteceram essas falhas na qual resultaram na maior reentrada descontrolada de espaçonaves dos últimos anos?

Então, entenda melhor essa história que cerca esse mistério global.

Entenda o caso

foguete decolando

No dia 29 de Abril, foi lançado o foguete “Long March 5B”. Com 30 metros de comprimento, 5 metros de diâmetro e pesando 21 toneladas, o objetivo era colocar em órbita a primeira estação espacial chinesa, Tiangong.

A missão em si foi concluída com sucesso. Após realizar a etapa, a primeira peça foi descartada em uma órbita elíptica ao redor do nosso planeta, em torno de 375 km de altitude no ponto mais distante e 170 km no ponto baixo.

Porém, o andar da missão não foi muito bem. No ponto mais baixo da altitude, o atrito da atmosfera é bem maior, fazendo com que afetasse radicalmente a rota do foguete, diminuindo a quantidade de energia e jogando-o para a terra

E para piorar, o local exato da queda não pode ser definido, pois há várias incertezas envolvidas no cálculo do efeito atmosférico da nave, como a expansão ou a contração da atmosfera, causada pelo eventos do sol.

Devido a isso, infelizmente os destroços do foguete chinês tem algumas chances de cair em lugares já habitados.

Trajetória do foguete chinês Long March-5B

Um alívio para nós é que, quando os destroços do primeiro estágio atingir o solo, não será o equipamento por completo, até porque ele irá perder velocidade e será danificado, devido ao atrito com a atmosfera.

No entanto, segundo o governo Chinês, caso ele caia em lugares habitados, a rota principal está mais ao norte de cidades como:

  • New York (EUA)
  • Madrid (Espanha)
  • Pequim (China)
  • Sul do Chile
  • Wellington (Nova Zelândia)
foguete decolando
foguete CZ-5B decolando para a órbita no dia 29 de Abril. O primeiro estágio são os propulsores auxiliares. Imagem: (Tecmundo)

Como dissemos, sua queda deve acontecer em qualquer lugar dessas regiões, podendo até colidir com o oceano. Já que 70% do nosso planeta é coberto de água.

Porém, sem descartar a possibilidade de cair em lugares com uma população muito grande. O alerta de risco para a população ainda permanece.

Possibilidade de cair no Brasil

Segundo um cálculo feito pela BRAMON, a reentrada do foguete tem 1,86 de chances de ocorrer no Brasil. Pelas contas de Joseph Remis, o material deve reentrar por volta das 02h17 deste Domingo (9).

Mas, como a previsão foi feita com muita antecedência, a margem de erro é de mais ou menos 21 horas, e dentro dela, o veículo faz 9 passagens pelo Brasil.

De acordo com o governo Chinês, eles consideraram essa falha como “inaceitável”. Já o site SpaceNews, afirma que está será uma das maiores reentradas descontroladas de uma espaçonave nos últimos anos!