Realidade virtual nos cinemas: A tecnologia 7D unida com a experiência digital

realidade virtual

Fato é que, a realidade virtual nos cinemas vem nos surpreendendo cada vez mais. Tanto que hoje em dia, você pode viver muitas experiências fascinantes apenas sentado no conforto da cadeira.

No entanto, você sabia que a Realidade virtual e os cinemas 7D são tecnologias totalmente diferentes?

Na verdade, no inicio nem existia todas essas dimensões e efeitos nesse produto.

O conteúdo de hoje é para explicar com mais detalhes, o porquê a tecnologia do cinema 7D cresceu tanto e chegou no nível que tem hoje.

Vamos nessa? Boa leitura…

A criação da realidade virtual nos cinemas

Com plataformas chegando desde de 1 até 52 lugares, os Cinema 7D são usados em buffets, shoppings e dentro de empresas, devido a quantidade de pessoas que frequentam esses locais e precisam de algo para se distrair.

Essas tecnologias possuem diversas funções para o entretenimento, como por exemplo:

  • Ventos
  • Chuva
  • Raios
  • Bolha de sabão
  • Vibração nas pernas
  • Calor
  • Neve e entre muitos outros

Da mesma forma, todos esses efeitos são sincronizados com o filme que a pessoa escolheu e acontecem no momento exato a partir do que se passa na tela.

Com uma noção de amplitude visual em até 360º, o cinema 7D não só é uma extensão do 3D e seus efeitos maravilhosos, mas também do 4D e sua tecnologia avançada. Incrível né?

Um último detalhe que é importante lembrar é que as salas são divididas em eixos mais conhecidas pela sigla DOF. Quanto maior o DOF, maior a precisão dos produtos.

Existem projetos de até 6 DOF que servem para grandes simuladores como de navio e de voo, por exemplo.

Então, se a gente for resumir essa tecnologia do Cinema 7D em 3 pilares centrais, eles são:

  • A projeção 3D;
  • Som surround;
  • Efeitos sensoriais diversos (que é o que cria as outras dimensões).

Entenda a Realidade Virtual

De forma resumida, a Realidade Virtual é uma tecnologia de interface criada a partir de um sistema operacional, para induzir efeitos especiais, sonoros e até táteis.

Além do fato em que esse “mundo digital”, permite a imersão completa em um ambiente simulado, com ou sem interação do usuário.

A primeira simulação já registrada de uma realidade virtual em atividade teve origem na década de 30, quando Edward Link inventou o Link Trainer, o primeiro exemplo de um simulador de voo comercial.

O dispositivo era eletromecânico e controlado por motores, com um leme que simulava turbulência.

Primeira simulação da realidade virtual
Edward Link em seu primeiro voo de teste do Link Trainer (Fonte: Canal Tech)

Até que em 2016, o Microsoft HoloLens, lançado em Março, é o primeiro computador holográfico autônomo. O dispositivo possibilita ao usuário criar hologramas no mundo ao seu redor, bem como interagir com eles. E é desse que vamos falar melhor.

óculos realidade virtual
O óculos tridimensional chamado de HoloLens, criado em Março de 2016 (Fonte: Canal Tech)

Com uma tecnologia de ponta e totalmente diferenciada, o objetivo de unir a realidade virtual e os cinemas 7D, é justamente levar uma experiência mais verídica e aumentar em grande escala, a noção de realidade do público.

A realidade virtual nos óculos tridimensionais

Aproximadamente em 2010, surgiram os óculos polarizados que são na cor cinza. Eles praticamente cumprem o mesmo papel dos comuns, porém com uma estética melhor e
com a característica de serem óculos passivos ( 2 projetores que transmitem a imagem)

Depois disso, foram criados os projetores 3D e os óculos ativos. Esses novos óculos tem uma bateria que gera uma frequência rápida que faz oscilar entre os dois olhos. Com esse avanço, os projetores foram reduzidos para apenas um.

A partir dessa inovação, Ricardo Laganaro, pioneiro dos óculos aqui no Brasil, passou a trabalhar mais com o formato de realidade virtual e foi um dos primeiros no mundo a produzir filmes, curtas e outros tipos de obra com a tecnologia.

Também foram criadas as TVs 3D, onde são usados os óculos passivos, que não precisam do uso de bateria em nenhum momento.

A criação desses produtos pela Techno Motion

Tudo começou com a criação das salas 4D, Onde as três dimensões já estão nos óculos e a quarta são os efeitos adicionais que foram surgindo. Cada categoria de efeito representa uma dimensão, por isso existem cinemas com tantos D’s hoje em dia…

Devido a grande expansão do mercado para essa tecnologia, a nossa empresa começou produzindo projetos que possuíam 4, 6, 8 ,12 ou até 18 lugares. Sendo que o maior projeto em tamanho físico que a Techno Motion já produziu foi de 52 lugares.

Mas ao mesmo tempo que foram aumentando os lugares do cinema e o tamanho desse mercado, a tecnologia dos nossos produtos também aumentou. Os cinemas passaram de 4D para 7D, expandindo cada vez mais suas dimensões e efeitos.

Depois de tudo isso, para ficar ainda mais realista, surgiram os cinemas híbridos, que são basicamente tudo isso que você já viu dessa tecnologia unido com a realidade virtual que tem outras características diferentes e que somam na hora de passar pela experiência.

Para você entender melhor do que estamos falando, preparamos um vídeo que conta com mais detalhes, todos os benefícios que o Cinema 7D unido com a realidade virtual, leva para o público!

Conclusão

Enfim, essa foi uma breve explicação sobre o Cinema 7D unido com a realidade virtual e os motivos de obtê-lo em sua empresa para satisfazer os seus clientes.

Como já citamos, caso queira saber mais informações sobre o produto, é só mandar aquele feedback para a gente que logo o nosso time de especialistas vai te ajudar com tudo o que precisar!

Por fim, um grande abraço da equipe Techno Motion e até mais!

Gostou? Compartilhe:
Veja outros posts:
  • NEWSLETTER
Fique por dentro das novas tendências de tecnologia que só a Techno Motion traz para você e aproveite para conhecer o nosso blog
Copyright 2020 © Techno Motion – www.technomotion.com.br – contato@technomotion.com.br
Ao navegar neste site, você aceita os cookies que usamos para melhorar sua experiência. Mais informações.