O celular e sua modernidade, veja o que mudou nos últimos anos.

O celular e sua modernidade

O celular e sua modernidade, e pensar que era algo que passava nos desenhos animados futuristas ou em Star Wars com a tecnologia no espaço.

Quem iria imaginar que um dia iriamos ter tanta informação na palma da mão.

Em questão de segundos é capaz de sabermos de informação do outro lado do mundo.

Pensando nisso, neste artigo iremos contar um pouco sobre os avanços do celular e sua modernidade e as probabilidades que ainda estão por vir.

Como eram as comunicações a anos atrás?

É algo que tenho certeza que já se perguntou? Como que sem tecnologia avançada tinha a possibilidade de ouvir outra pessoa do outro lado linha?

Mesmo não fazendo muitas ligações nos dias de hoje.


Os Primeiros Celulares

Os primeiros protótipos de telefones móveis foram criados no Bell Labs em 1947, e a Ericsson chegou a desenvolver um modelo em 1956.

Na União Sovietica, o primeiro celular foi desenvolvido em 1955 por Leonid.
Ele pesava 1,2 quilogramas e tinha alcance de 1,5 quilômetro. Em 1961, com um dispositivo ainda menor, pesando 70 gramas, que cabia na palma da mão, e tinha um alcance de mais de 30 quilômetros.

No Brasil

A primeira rede de telefonia celular do Brasil foi lançada pela TELERJ, na cidade do Rio de Janeiro em 1990.

Já o estado de São Paulo, foi considerado o último grande mercado mundial a ser atendido pela telefonia celular, onde o serviço foi iniciado pela Telecomunicações de São Paulo (TELESSP), somente em agosto de 1993.

Curiosidades sobre o passado dentro no nosso presente.

6 indícios da premonição tecnológica! Star Trek e Star Wars adivinharam o futuro dos nossos smartphones?

1 – Celulares com flip em Star Trek?

No filme “Tempos Modernos”, estrelado por Charles Chaplin em 1928, há uma cena bastante intrigante: uma mulher anda na rua com o que parece ser um celular, conversando enquanto caminha.

Porém, a ideia de ter um comunicador no bolso tem na série de TV Star Trek a sua maior inspiração.

Viajante do tempo' com celular é vista em filme de Chaplin de 1928 - Fotos - R7 Hora 7
Tempos modernos estrelado por Charles Chaplin mulher com celular

2 – Telas sensíveis ao toque;

Você já parou para pensar que tocar na tela para fazer algum tipo de ação era algo inovador há 10 anos?

Pois é, não faz tanto tempo assim que as telas touch invadiram a nossa vida, mas elas chegaram com tudo e vieram para ficar.

Hoje, tocar na tela para executar um comando é algo comum em celulares, vídeo games, tablets, geladeiras e até mesmo no painel do carro.

3 – Chats em vídeo;

Se você viveu os anos 80 ou 90 vai lembrar de como era caro ter uma linha telefônica fixa naquela época. Conversar via telefone fixo era o máximo que se fazia e todos imaginavam o dia que poderiam não só ouvir, mas também ver quem estava do outro lado da linha.

star-trek-video-phone-intro - Vyopta

4 – GPS no bolso

O celular e sua modernidade com tecnologias era inimaginável no início do século passado é o sistema de GPS, dentro do celular.

Imagens Gps | Vetores, fotos de arquivo e PSD grátis

5 – Fones de ouvido sem fio;

O celular e sua modernidade que se preze nos dias de hoje é compatível com as tecnologias NFC e Bluetooth.

Uma das primeiras vezes que se viu algo assim nas telas dos cinemas foi no filme “Fahrenheit 451”, produção lançada em 1966.

No filme, as pessoas assistem à TV usando fones de ouvido sem fio e curiosamente o design deles é muito similar ao daqueles que nós vemos hoje em nosso dia a dia

A assustadora atualidade de FAHRENHEIT 451 | MONTE DE LEITURAS: blog do Alfredo Monte
“Fahrenheit 451”

6 – Assistentes pessoais por voz;

Conversar com o Google, com a Siri ou com a Cortana, nos dias de hoje, já não causa estranheza para ninguém.

Algo similar pôde ser visto em “2001: Uma Odisseia no Espaço”. No filme, um dos personagens principais é o robô HAL 9000, um dos responsáveis por conduzir os astronautas ao espaço.

You Can Own A HAL 9000 Replica from 2001: A Space Odyssey | eTeknix
robô HAL 9000

Smartphones que revolucionaram a tecnologia

Já faz 10 anos desde que foi lançado o primeiro celular e sua modernidade com assistente virtual.

Nesse tempo também foram lançados os primeiros celulares com o desbloqueio por digital, e os primeiros com telas de qualidade “Full HD” e até mesmo os primeiros com suporte para internet 5G 📱.

E também vamos relembrar de alguns smartphones que foram verdadeiras inovações tecnológicas.

Será que você já teve algum deles? Dá só uma olhadinha! 

1. iPhone 4s, 2011 – O primeiro smartphone a ter assistente virtual;

2. Sony Xperia ZQ, 2013 – O primeiro smartphone Full HD do Brasil;

3. iPhone 5s, 2013 – O primeiro smartphone com desbloqueio por digital (Touch iD);

4. Xiaomi MI Mix 3, 2018 – O primeiro smartphone com conexão 5G;

5. Galaxy Fold, 2020 – O primeiro smartphone com display dobrável;

E os Celulares do futuro, o que podemos esperar com mais tecnologia na palma de nossas mãos? Venha conosco conhecer as inovações que vão mudar os smartphones!

Será que ainda os nomes deles? Smartphones, Tablet, Celular…

  • Telas super-resistentes;
  • Conectividade com 6G;
  • Desempenho de velocidade;
  • Chips menores e com maior potência;
  • Bateria a luz solar;
  • Teclado virtual, para digitar sempre que estiver em cima de uma mesa.

Ja os fabricantes devem investir também em melhorias nos painéis dos celulares do futuro.

As principais apostas são as telas micro LED, uma evolução da tecnologia OLED que utiliza nitrito de gálio e LEDs extremamente pequenos em sua composição.

Outras vantagens incluem a vida útil, que tende a ser bem maior, e o fato de que a tecnologia deve economizar a bateria do dispositivo.

Quantos aparelhos tem no território Brasileiro?

No Ano de 2010 Brasil era o sexto maior mercado do mundo em telefonia celular no ano de, com 202,94 milhões de aparelhos em uso.
Em 2014, 247 milhões de linhas de telefones celulares ativas já existiam no Brasil, e em 2014, atingiu a marca de 280,7 milhões de linhas ativas.

Em 2015, o número de linhas ativas vem decaindo, com 229,2 milhões de assinantes.

E nos tempos de hoje, temos cerca de 235 milhões de linhas de celular ativas, uma rede que conecta os cantos mais remotos do país.

Mais celulares que pessoas no Brasil, até quem não nasceu tem um aparelho.

Até a próxima pessoal.

Tecnologia no futebol, o que mudou nos últimos anos?

tecnologia no futebol
imagem simulando um campo na tecnologia no futebol

Quem já sonhou que tecnologia no futebol avançaria de forma tão rápida?
Por traz de cada jogada, cada lance de dúvida ou por cada grito de gol da torcida.

No Blog de hoje você encontrar algumas curiosidades sobre as grandes novidades em um mundo ténologico.

O universo dos esportes é bastante complexo, sempre envolvendo técnicas e estratégias para a melhor performance dos atletas.

Com o passar dos anos, novos métodos, acessórios e objetos passaram a ser desenvolvidos e implementados nas rotinas.

Neste sentido, a tecnologia no futebol tem sido cada vez mais aliada dentro as 4 linhas de campo.

Tecnologia em acessórios

Mais do que as tecnologias usadas nas roupas, calçados e aparelhos, as novas tecnologias proporcionam a obtenção de dados essenciais e seguros para a criação e cruzamento de informações para a reprodução de estatísticas individuais ou coletivas da prática esportiva.

Veja a seguir algumas mudanças que aconteceram com o passar dos anos.

Materiais e equipamentos para atletas

Um dos elementos da tecnologia no futebol que é mais importante é na evolução dos materiais e equipamentos para os atletas.

Neste caso, basicamente todos os instrumentos do esporte (bola, chuteiras, calções, camisetas, etc.) sofreram melhorias ao longo do tempo.

Você sabia que no passado as chuteiras, tinham uma ponta de metal com pregos para sustentação.

Hoje em dia, elas possuem formatos muito mais anatômicos, que absorvem o impacto, além de travas que dão mais estabilidade.

E com todas essas mudanças em todos os comportamentos dentro das linhas, chegou o dia que todos os lances seriam vistos por olhos de última geração.

O avanço das tecnologias nas transmissões:

O VAR (Video Assistant Referee)

O VAR tem por objetivo ajudar o árbitro central, no campo de jogo, a tomar decisão em lances considerados duvidosos. Ao longo do tempo, essa tecnologia no futebol foi testada em diferentes competições:

  • Copa do Mundo de 2014: foi a primeira com a fazer o teste da tecnologia dentro de campo.
  • Já em 2016 – A A International Football Association Board (IFAB) aprovou o uso do árbitro de vídeo em junho do mesmo ano. A estreia ocorreu em agosto do mesmo ano.
  • A A-League, da Austrália, foi a primeira liga profissional a utilizar o tradicional VAR, que debutou em Copas do Mundo na edição de 2018.
  • A Série A do Brasileirão passou a contar com a ferramenta apenas no ano de 2019.
  • Já a Copa do Brasil teve o VAR pela primeira vez a partir das quartas de final da edição de 2018, uma data histórica a ser lembrada e ainda muito discutida.

Transmissões dos jogos:

Até 1940, as narrações eram improvisadas, incluindo galinheiros e telhados vizinhos aos gramados como locais de transmissão.

No ano de 1945, a Rádio Pan-americana deu mais espaço aos esportes e modificou a estrutura da transmissão, com a criação das funções de comentarista e repórter.

Com a popularidade das narrações esportivas, mais emissoras passaram a transmitir futebol, como a Rádio Bandeirantes, em 1958. A rivalidade das emissoras elevou o nível dos profissionais e da programação.

Em 1960, os modos carioca e paulistano de narrar foram fundidos pelo radialista, Fiori Gogliotti, modificando a forma narrativa especialmente pelo uso de bordões. A partir dos anos 1970, a transmissão esportiva ganhou mais humor e irreverência, como conhecemos hoje.

O seria de nós sem a tecnologia a nosso favor?

Tecnologia

E o que seria do nosso dia a dia sem a tecnologia nos ajudando e nos conectando com pessoas ao redor do mundo.

No futebol não seria diferente este momento iria chegar! Muitos lances ficavam apenas na discussão e nunca tinham fundamentos.

E qual seria a magia do futebol, se não houvesse lances históricos e com histórias fantásticas para serem contadas em detalhes por nossos amigos.